domingo, 12 de junho de 2011

Protesto no Facebook a favor da educação no Brasil no dia 12/06/11



PROTESTO NA INTERNET. PROTESTE CONTRA A DESVALORIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL. Clique em "Selecionar convidados" e convide seus amigos! Promova a ideia nas comunidades que você participa.
CURTA: www.facebook.com/queremosetica

QUER IR ÀS RUAS? -> http://on.fb.me/PasseataEducacao

terça-feira, 24 de maio de 2011

Abaixo Assinado á favor da Objetividade e da Desburocratização do Sistema Público de Educação Básica

Meus Amigos,

Acabei de ler e assinar este abaixo-assinado online:

A favor da Objetividade e da Desburocratização do Sistema Público de Educação Básica


Eu concordo com este abaixo-assinado e acho que também concordaras.

Assina o abaixo-assinado aqui e divulga-o por teus contatos.
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N10111

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Isso aqui nao acontece ,só no Rio Grande do norte

O Salario que recebemos ainda é uma vergonha ,é necessário ir a luta ,

Não estou falando só de professores ,mas de profissionais da educação

Monitor ,Agente de Limpeza,Instrutores de Informática,estamos ainda nos três dígitos

Esta professora ai embaixo é um exemplo para nos seguirmos.



Reage Educação ,Reage Povo

sábado, 16 de abril de 2011

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Reajuste: segue impasse entre professores e prefeito de Caarapó Uma reivindicação da categoria ainda não atendida é o pagamento da regência de classe,

CaarapoNews 



Professores da rede municipal durante reunião no Simted


Por Silmara Diniz

Três projetos de lei, um deles complementar, referentes ao Plano de Cargos e Carreira, aumento e também reajustes salariais aos professores da rede Municipal de Ensino começaram a tramitar na Câmara na sessão da última terça-feira (5).
No período da tarde da mesma data, dezenas de professores se reuniram no Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) para discutir as propostas salariais encaminhadas pelo prefeito.

Conforme os projetos de lei que estão no Legislativo e informações repassadas à diretoria do Simted, professores do município vão receber um aumento de 15% no salário, que de R$ 552,42 sobe para R$ 635,30.
Entretanto, a gratificação pela regência de classe, que também foi reivindicada pela categoria no dia da paralisação, ocorrida em 16 de março, não foi atendida pelo prefeito e por isso os professores presentes na reunião de terça-feira, quase em sua unanimidade, opinaram contra a proposta do prefeito.
A Prefeitura propôs aos professores apenas o aumento salarial e afirmou que voltará a discutir o implante de valores de regência de classe apenas entre o final de julho e o início de agosto.
“Essa proposta foi rejeitada pelos professores, porque não houve aumento significativo. Com o pagamento de regência o salário base, já considerando o aumento, teria o valor de R$ 730,57”, disse o presidente do Simted, Onésio Medeiros.
Ainda de acordo com ele, uma nova audiência com o prefeito deve ser marcada, com o objetivo de falar sobre as reivindicações da categoria, que quer o pagamento imediato de regência de classe. “Se o prefeito não nos receber ou não houver avanços na proposta, faremos uma nova assembleia na terça-feira, com indicativo de greve”, falou.
Segundo informou o Secretário Municipal de Educação, Apolinário Candado, ao CaarapoNews, a secretaria e o prefeito estão aguardando a formalização em documento do que foi discutido na reunião dos professores, para então marcarem uma nova audiência.
Com o aumento de salário da categoria, Caarapó agora figura no 45º lugar do ranking salarial dos municípios de Mato Grosso do Sul. O presidente do Simted ressaltou na reunião que, caso o percentual reivindicado pelos professores para a regência de classe fosse atendido, o município passaria a figurar em 20º lugar. “Essa posição atual no ranking do Estado é que incomoda o prefeito, não é o salário dos professores”, observou.
Repasse do Fundeb – Outra reclamação dos professores da rede municipal é o repasse do valor do Fundeb, de apenas 60% do valor total recebido por Caarapó.
Após a paralisação realizada pela categoria, o vereador Cido Santos fez uma solicitação para que o prefeito passasse a destinar 70% do valor do Fundeb para o salário dos professores, mas de acordo com o Simted, apenas 5% de aumento do repasse seriam necessários. “Se 65% do Fundeb fossem investidos no pagamento dos professores, eles já estariam satisfeitos”.
Um professor que não quis se identificar acredita que um documento com a relação dos investimentos realizados com o valor do Fundeb deve ser encaminhado ao Simted para dissipar quaisquer dúvidas: “De fato está se investindo o valor do Fundeb, sabemos disso e que bom, mas queremos que um documento seja enviado ao Simted. Se foram compradas 500 borrachas, queremos saber o valor pago por esse material”, salientou.
Monitoras – Presença destaque na paralisação dos profissionais da educação em Caarapó, as monitoras não foram contempladas no aumento salarial dos professores e terão um reajuste de 6% nos salários, junto aos demais funcionários públicos municipais.

sexta-feira, 11 de março de 2011

E hora de Reagirmos e ir a luta

Dia  16/03/2011 Acontece a Paralisação municipal e estadual de todos os profissionais da educação em pról de um vida mas digna